Que imagem vem na sua cabeça quando você pensa em festividades religiosas?

Bem, é possível que algumas pessoas ainda tenham a ideia equivocada de que essas celebrações se resumem a atividades estritamente ritualísticas, específicas para quem é devoto, como as missas e cultos.. 

Mas não é bem assim. A verdade é que muitas festividades religiosas são manifestações culturais riquíssimas, com atrações variadas, cheias de arte e entretenimento. Você sabia, por exemplo, que pode assistir a vários shows na Festa da Penha? E que o evento que inclui a famosa lavagem dos degraus da Igreja do Bonfim tem, entre outras atividades, uma corrida de rua?

Para ilustrar a riqueza das tradições brasileiras nascidas da fé (que, a propósito, são muitas), separamos uma lista das 5 maiores festividades religiosas do Brasil e alguns detalhes fascinantes sobre elas.

Aqui, você lerá sobre:

O que são as festividades religiosas? 

Tipos de festas religiosas do Brasil

Maiores festividades religiosas do Brasil

Festa de Iemanjá 

Festa da Paixão de Cristo 

Festa do Padre Cícero 

Festa da Lavagem do Bonfim 

Festa da Penha 

Motivos para aproveitar as festividades religiosas 

Do axé ao amém, a riqueza das tradições brasileiras 

O que são as festividades religiosas?

Um fato sobre o Brasil todos nós sabemos: nosso país é uma terra de crenças múltiplas e sincréticas. Em outras palavras, nossa cultura é fruto da interação entre povos diversos, principalmente indígenas, europeus e africanos. Um verdadeiro caldeirão de costumes e credos, não é ?

Muitas das celebrações que hoje fazem parte da essência cultural de regiões específicas nasceram de motivações religiosas. É o caso do São João, que hoje é um pilar relevante das identidades de muitos estados nordestinos, por exemplo.

Ou seja, festividades religiosas são aquelas celebrações que se originaram como rituais de importância espiritual para determinadas crenças, mas se expandiram para muito além disso e passaram a integrar fortemente as dimensões sociais, culturais, artísticas e turísticas de alguns lugares. 

Exemplos de festividades religiosas são a encenação da Paixão de Cristo e a festa de Iemanjá, sobre as quais você lerá já já.

Tipos de festas religiosas no Brasil

Por causa da imensa variedade de tradições e crenças surgidas no Brasil, as festividades religiosas que ganharam destaque por aqui são também bastante diversas em relação às entidades e mitos homenageados.

Isso significa que temos celebrações grandiosas de origens bem diferentes. Mas dá para dizer que a maioria delas vem da fé católica ou das religiões de matriz africana, como o candomblé e a umbanda. 

As atividades que compõem cada festividade também variam: algumas envolvem espetáculos teatrais e outras têm como foco as procissões e oferendas, mas a variedade é tanta, que esses dois exemplos são só uma pontinha de caldeirão.

Maiores festividades religiosas do Brasil

Embora a influência das religiões esteja bastante presente no cotidiano brasileiro de maneira geral, a gente sabe que fiéis e entusiastas das tradições dedicam momentos específicos para homenagear as figuras religiosas importantes para eles. São também as ocasiões em que muitas pessoas fazem pedidos ou agradecem as graças já concedidas por essas figuras.

Alguns desses momentos se tornaram eventos de enorme peso turístico para os lugares onde ocorrem. Para deixar tudo isso ainda mais rico, eu separei alguns deles neste artigo, pra você ter chance de conhecer um pouco mais. Vamos lá?

Festa de Iemanjá

Festividade religiosa de Iemanjá

Consegue ouvir os batuques do atabaque e o som das ondas quebrando? 

Essa é a sinfonia que embala a primeira parada da nossa seleção, uma das celebrações populares mais grandiosas da Bahia, a festa de Iemanjá. Todo dia 2 de fevereiro, uma multidão se reúne na capital, Salvador, para festejar a rainha dos mares. O orixá das águas salgadas é uma figura importantíssima não só para as religiões de matriz africana, como candomblé e umbanda, mas também para os católicos, que associam Iemanjá a Nossa Senhora dos Navegantes. 

Por isso, a festa de Iemanjá é um ponto de encontro entre fiéis dessas religiões, que deixam presentes e oferendas à entidade. É também uma parte importante da vida cultural efervescente de Salvador, um evento dotado de energia contagiante até para quem não é devoto. 

As celebrações acontecem no bairro de Rio Vermelho, em especial na Casa de Iemanjá, e começam cedo. Assim que o sol nasce, se iniciam os fogos de artifício. Então, as oferendas começam a ser preparadas, para serem mandadas para o mar em barcos, às 16h. Durante o dia, a orla de Rio Vermelho é tomada por grupos de samba, capoeiristas e vendedores de comida típica.

Caso você queira deixar uma oferenda para Iemanjá ou conhecer a beleza dos festejos preparados para ela, dê uma olhada nessas passagens de ônibus para Salvador

Festa da Paixão de Cristo

Imagine assistir a uma das histórias mais icônicas da tradição cristã no maior teatro a céu aberto do mundo.

Todos os anos, uma plateia de cerca de 8 mil pessoas se emociona diante da encenação da Paixão de Cristo

O espetáculo, que tem exibições durante a Semana Santa, reconstitui os últimos momentos de Jesus Cristo. A história de morte e ressurreição é contada ao ar livre, em uma cidade-teatro criada especialmente para isso, Nova Jerusalém, no município pernambucano Brejo de Madre de Deus. O lugar, que fica a aproximadamente 200 quilômetros de Recife, carrega uma tradição religiosa que se revela também em suas belas igrejas e catedrais.

Se bateu vontade de estar na plateia na próxima edição da Paixão de Cristo, fique de olho no site oficial do espetáculo para saber quando comprar os ingressos. Para quem vem de outros estados, a melhor opção é se hospedar na capital e embarcar em uma das várias excursões que levam até Nova Jerusalém. O site da Paixão de Cristo também tem recomendações e informações de contato para encontrar esses traslados. 

Para vivenciar essa experiência incomparável, veja aqui algumas passagens para Recife.

Festa do Padre Cícero

Você já deve ter ouvido falar no santo carinhosamente apelidado de “Padim Ciço” por seus devotos. Se você se interessa pelas tradições católicas, vai adorar a oportunidade de presenciar esse carinho de perto.

O município de Juazeiro do Norte, no Ceará, não poupa manifestações de devoção a Padre Cícero. A fé é sempre uma parte importante da cena cultural da cidade, mas ganha um destaque ainda maior durante as celebrações anuais dedicadas a honrar o aniversário de morte do santo. A festa de Padre Cícero ocorre no dia 20 de julho e envolve uma grandiosa romaria, além de missas e peregrinações. Tem também feiras de artesanato repletas, é claro, de artigos religiosos.

Padre Cícero, representado na grande estátua que fica bem no coração de Juazeiro do Norte, foi canonizado em 1973. Sua história conta que ele foi o maior defensor dos repetidos milagres ocorridos na cidade, mesmo quando outros religiosos duvidavam da natureza sagrada dos acontecimentos.

Para celebrar “Padim Ciço”, confira algumas opções de passagens de ônibus para Juazeiro do Norte. A cidade fica a aproximadamente 490 quilômetros da capital cearense, Fortaleza.

Festa da Lavagem do Bonfim

Festividade religiosa brasileira - Lavagem do Bonfim

Respire fundo para sentir o cheiro da arruda que domina a Lavagem do Bonfim, festividade sincrética que acontece em Salvador, Bahia. 

O tradicional evento ocorre sempre na segunda quinta-feira do ano e é um prato cheio para quem gosta de manifestações culturais ricas e diversas. Afinal, além de ser praticamente uma grande materialização da própria essência baiana, a festa reúne católicos e devotos das religiões afro-brasileiras, que prestam honras a Oxalá e Senhor do Bonfim, unificados pelo sincretismo.

A lavagem simbólica das escadarias da Igreja do Bonfim ocorre após um cortejo liderado por baianas caracterizadas com trajes típicos. O trajeto de 8 quilômetros sai da Igreja da Conceição da Praia, pela manhã, após uma missa. É lá também que ocorre a largada da Corrida Sagrada realizada pela Federação Baiana de Atletismo (FBA).

Quem não quiser tirar os tênis de corrida do armário pode só caprichar nos trajes brancos e acompanhar a energia contagiante da festa. Durante todo o trajeto do cortejo, você se deparará com grupos folclóricos, barraquinhas de comidas típicas e apresentações musicais. 

Pegue seu acarajé e não se esqueça de arranjar uma fitinha de Senhor do Bonfim para fazer seus três pedidos. 

Se quiser vivenciar essa imersão na cultura baiana, comece garantindo suas passagens para Salvador.

Festa da Penha

Festividade religiosa da Penha

Agora, se você gosta de conhecer e acompanhar as celebrações da fé cristã por esse nosso país, que tal a terceira maior festa religiosa do Brasil?

Eu estou falando da Festa da Penha, que ocorre na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo. É uma bela homenagem à padroeira do estado, Nossa Senhora da Penha. As celebrações têm uma história longa: carregam uma tradição de 452 anos e duram oito dias,  a partir do Domingo de Páscoa. 

A festividade conta com atrações diversas e começa quando um terço gigante é erguido no Convento da Penha. Todos os dias que se seguem têm missas em vários horários, que você pode consultar no site do governo estadual do Espírito Santo. 

Mas as missas e romarias são apenas uma parte do evento. Garantimos que você terá bastante coisa para ver e experimentar: a programação costuma incluir shows de música, peças teatrais, exposições visuais, feiras de artesanato e, é claro, comidas e bebidas típicas. A edição de 2022 contou até com uma apresentação da cantora Fafá de Belém.

Os atletas podem se alegrar: há nove anos, a festa tem também uma corrida de rua de aproximadamente 7 quilômetros, a Corrida da Penha. Além disso, a Festa da Penha é também um momento de solidariedade ímpar, já que costuma organizar campanhas de doação para ajudar aqueles que precisam. 

Se você pretende viajar para curtir essa infinidade de atividades que a Festa da Penha prepara pra você, já pode ir selecionando suas passagens para Vila Velha.

Motivos para aproveitar as festividades religiosas

Depois de tudo que trouxemos, ficou bem evidente que as festividades religiosas do nosso país são encantadoras até mesmo para quem não é muito ligado à espiritualidade, não é?

Isso porque a força dessas celebrações parte de algo muito mais profundo que a fé por si só: elas agem na conservação e criação de uma unidade social, já que proporcionam momentos de união e de confraternização coletiva que são um lembrete da diversidade cultural do Brasil. Valorizar essa diversidade é garantir que ela siga viva e preserve seu imenso valor cultural, social e afetivo. 

No fim das contas, conhecer os diferentes modos como a fé e a ancestralidade se manifestam no nosso país é um encontro poderoso com a nossa própria identidade.

Do axé ao amém, a riqueza das tradições brasileiras

Deu para ver que existem festividades religiosas para todos os gostos, certo? Do teatro a céu aberto da Paixão de Cristo à mistura de costumes e sabores da Lavagem do Bonfim, o mosaico de tradições diversas que compõem a cultura brasileira mostra sua riqueza apaixonante. 

E você, já decidiu qual dessas joias do turismo cultural vai desvendar primeiro?

Aliás, se tiver interesse em aprender ainda mais sobre os lugares onde as festividades religiosas acontecem e sobre outros roteiros igualmente incríveis, fique ligado no Tô de Passagem. Por aqui tem sempre conteúdo fresquinho para te ajudar nos próximos roteiros.

Boa viagem e até a próxima!

Autor

Escrever um comentário