Categoria

Belém PA

Belém do Pará é uma capital com muita história, tradição e pontos turísticos, o que a torna inesquecível e, portanto, deve estar na sua lista de próximos destinos

História de Belém

História de Belém

Você sabia que Belém foi erguida com uma finalidade muito específica lá no início dos anos 1600? Pois, é, a cidade teve importância estratégica para os portugueses, que decidiram fundá-la para proteger as terras de invasões que poderiam ocorrer pela Amazônica. 

Com o passar do tempo, a cidade, que começou com um acampamento de exploradores, foi sendo desenvolvida. Primeiramente, construíram o Castelo do Forte e, na sequência, as primeiras ruas da cidade – a Siqueira Mendes foi a primeira, que levou o nome de Rua do Norte naquela época. 

Outra curiosidade é que o nome da cidade teve como inspiração a data de chegada de Castelo Branco, quem ficou responsável por essa frente estratégica. Afinal, ele chegou no Natal e, por isso, a cidade recebeu o nome de Belém. 

Depois, a cidade passou por muitas outras fases, como o ciclo da borracha, marcante para o desenvolvimento da cidade, bem como de sua importância para a região norte. 

E, atualmente, ainda há resquícios de todas essas passagens, que podem ser descobertos em alguns prédios, por exemplo. A Casa das 11 janelas é um deles, cuja construção tem um lado voltado para a praça de características portuguesas, e do lado oposto a influência é dos italianos.

Falando em prédios históricos, que tal partirmos para um tópico que, sem dúvida, fará a diferença para o seu roteiro turístico de Belém

O que fazer em Belém 

O que fazer em Belém

Passeio de barco

Nada como sentir a essência do destino por meio de um passeio de barco que contempla uma paisagem 360º e ainda traz boas sensações ao visitante. Logo, ele é cativado pela brisa das águas doces da Baía do Guajará e pelo Rio Gramã. 

Como pode imaginar, o entardecer visto do passeio de barco em Belém é de tirar o fôlego e muitas fotos! 

Por certo, você pode começar os passeios pela cidade com essa alternativa, pois, dessa forma, desde cedo se apaixona pelo lugar e tem as energias recarregadas. 

Ilha do Combu 

Tem interesse em conhecer a floresta amazônica? Bom, saiba que em Belém isso é possível! 

Para chegar a esse lugar, também será preciso um breve passeio de barco, cujo destino é um refúgio para quem almeja momentos de tranquilidade e apreciação da natureza.

Na Ilha do Combu, o turista tem a opção de navegar pelos famosos igarapés (cursos d’água com pouca profundidade e localizados praticamente no interior da floresta), fazer trilhas em meio a uma natureza pulsante, provar chocolate 100% natural, bem como um prato típico da região: o tambaqui na brasa.  

Aliás, se tem algo que a Ilha do Combu faz e muito bem, é combinar os elementos da mãe natureza com comida de primeira e típica. Não deixe de conhecer restaurantes que já se tornaram pontos turísticos de Belém: o Saldosa Maloca e o Chalé da Ilha.

O primeiro conta até com uma tirolesa e, no segundo, o cliente pode curtir uma piscina natural! Uma experiência sem igual, pode apostar. 

Circuito Mangueirosa 

Essa dica vai para os foliões de plantão, que gostam de desvendar o Carnaval pelo Brasil afora. 

Em Belém, esse circuito é o evento principal e tem como grande diferencial a valorização e cultivo do estilo carnavalesco local. O que isso significa? Desde a música até as danças e outras representações artísticas têm como inspiração as tradições de Belém e da região norte brasileira. 

Para se ter noção da grandiosidade dessa festa, na primeira edição, realizada em 2019, o Circuito Mangueirosa recebeu mais de 40 mil foliões, e em 2020 ultrapassou essa marca, sempre priorizando a apresentação de bandas e DJs do cenário artístico paraense.

Belém é um antro de curiosidades e passeios bastante exóticos, perfeitos para quem é apaixonado pela arte de “turistar”! Então, continue essa leitura para ir a fundo no que essa cidade tem de especial para você inclui-la na sua agenda de viagens para os feriados e férias.  

Portanto, chegou a hora de conferir uma lista incrível de lugares para ir em Belém. Confira a seguir!

Lugares para ir em Belém 

Lugares para ir em Belém

Bosque Rodrigues Alves 

O combo natureza mais monumentos históricos por si só já diz a importância do Bosque Rodrigues Alves. Afinal, seus 150 mil metros quadrados de área, além de preservar parte da natureza original, é o lar de aproximadamente 85 mil espécies de animais e plantas. 

Já com relação aos monumentos que abriga, a homenagem aos Intendentes Municipais, a estátua aos lendários guardiões da área verde Mapinguari e Curupira, o quiosque chinês, a Gruta de Pedra-Sabão e o portão monumental da entrada principal são alguns exemplos e merecem a atenção dos turistas.  

Mangal das Garças

Imagine só no mesmo lugar você ter: uma vista privilegiada, acesso a um borboletário (é a sua chance de conhecer um!), lagos artificiais, um restaurante, museu e muita natureza! É verdade, o Mangal das Garças reúne todas essas opções e, portanto, merece estar nessa lista. 

No Farol de Belém, por exemplo, a 27 metros de altura, você terá uma bela vista panorâmica da cidade, enquanto no Memorial Amazônico de Navegação, o turista poderá mergulhar na história da evolução dos meios de transporte marítimos. 

Claro, há também o borboletário, cuja beleza encanta e parece ter saído de um conto de fadas – são cerca de 5 mil borboletas produzidas por mês que colorem o espaço. 

E os dois lagos artificiais: Carvename e da Ponta, mostram a convivência entre aves pernaltas, marrecas e outros animais, assim como dão leveza ao clima. 

Depois de todas essas paradas, se bater a fome, não tem problema! Você pode contar com os pratos do restaurante Manjar das Garças.   

Ilha do Mosqueiro

Belém é conhecida por ter altas temperaturas o ano inteiro e quem não gosta de se refrescar em uma praia quando está aquele calor? Mas calma, pois esse lugar para ir em Belém tem características litorâneas. 

É na Ilha do Mosqueiro que as pessoas encontram uma alternativa divertida e relaxante para escapar do calorzão. Contudo, diferentemente das praias, suas águas são doces! E você ainda pode escolher entre as mais de 20 praias que se formam ao longo da Baía de Marajó.  

Mercado Ver-o-Peso

Mercado Ver-o-Peso

Movimento de pessoas e objetos, bem como pratos típicos não faltam nesse lugar, que é um dos principais pontos turísticos de Belém! 

Lá, encontra-se desde frutas exóticas a ervas medicinas, passando pelas barracas de açaí e outros pratos da região. 

Artesanato e produções indígenas também fazem parte do Mercado Ver-o-Peso, que, sem dúvida, apresenta uma imensa variedade de produtos, atraindo muitas pessoas, independente se são moradores ou turistas. 

Quando ir a Belém  

E é exatamente para você decidir quando ir a Belém que a seguir terá acesso a dois índices que fazem toda a diferença para uma viagem perfeita com relação ao tempo! Ambos são elaborados pelo portal especializado em climatologia Weather Spark. 

O índice de turismo indica os meses em que os dias são pouco encobertos, as chances de chuvas são relativamente baixas e as temperaturas giram em torno de 18ºC e 27ºC. Em Belém, o período marcado por esses dias maravilhosos acontece do fim de junho ao início de outubro. 

Já o índice de praia/piscina mapeou do fim de junho até meados de outubro para o turista que quer aproveitar ao máximo a Baía de Marajó! Isso porque as altas temperaturas ultrapassam os 30ºC e geralmente não ficam abaixo dos 24ºC.

Seja para “turistar”, seja para curtir o clima litorâneo da capital paraense, existem os meses ideais para ambas as práticas! Então, fique de olho.

Clima de Belém 

Clima de Belém

Tendo como principais características o calor e as precipitações ao longo do ano, o clima em Belém é o Equatorial Quente e Úmido, que abrange, sobretudo, as regiões próximas à linha do Equador. 

Suas condições climáticas são oriundas do grande índice de luz solar recebido. Uma curiosidade é que a variação das temperaturas é relativamente baixa.  

Já as chuvas têm como fator desencadeador a Floresta Amazônica, onde acontece a evapotranspiração. Por isso, é importante conferir previamente o clima, pois, provavelmente, as chuvas podem interferir no seu planejamento.

Temperatura e chuvas em Belém 

As temperaturas costumam ficar entre 24ºC e 32ºC e as chuvas mais intensas estão presentes, principalmente, entre os meses de dezembro e abril, o menor, de junho a novembro, com destaque para outubro. 

Com tais informações, é possível mapear os fatores climáticos por mês e decidir quando ir a Belém com mais segurança. 

Pontos Turísticos de Belém

Cinema Olympia 

Um filminho sempre cai bem, inclusive em outro destino. Afinal, é uma ótima opção para aqueles dias de chuva ficarem melhores, certo? 

Em Belém, você não só vai para um cinema tradicional, como também conhece um dos mais antigos do Brasil – fundado no início de 1900. 

Outro diferencial é que ele exibe grandes clássicos! Massa, não é? 

Theatro da Paz 

Theatro da Paz

Mais um ponto turístico de Belém para se apreciar é o Theatro da Paz, cuja sala de espetáculos é simplesmente uma obra de arte com sua vastidão, cores e detalhes genuinamente artísticos. 

E, claro, além da visita guiada, há a possibilidade de assistir a espetáculos. Por isso, confira a programação que estará em cartaz quando você for à cidade.

Museu Paraense Emílio Goeldi

A partir de pesquisas nas áreas de Ciências Humanas, Biológicas, Sociais e da Terra, esse museu tem como missão “gerar e comunicar conhecimentos e tecnologias sobre a biodiversidade os sistemas naturais e os processos socioculturais relacionados à Amazônia”, segundo o site oficial.

Suas coleções são segmentadas por categorias: biológicas, parque zoobotânico, obras raras, etnográfica, arqueológica e outras. 

O parque zoobotânico, por exemplo, reúne os seguintes elementos: fauna, flora e monumentos históricos. Interessante, não é? 

Portanto, confira essa vasta coleção de perto!  

Museu do Círio

Uma das manifestações religiosas que marcam a cultura de Belém e é conhecida Brasil afora é o Círio de Nazaré, realizado no segundo final de semana de outubro – o mês é dedicado a essas celebrações. 

Quanto ao espaço, ele apresenta a devoção do paraense à santa por meio de fotos de celebrações anteriores, peças de agradecimento, uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, entre outros objetos.

Restaurantes de Belém

Restaurantes de Belém

Quantos passeios e pontos turísticos, hein? Certamente, depois de tudo isso, você ficará com fome ou sentirá falta de provar um prato típico para completar sua experiência belenense. Por isso, fique agora com uma lista dos principais restaurantes de Belém

Tacacá do Renato

Super conhecido na cidade, esse estabelecimento serve um prato originado da cultura indígena e que, hoje, segue entre as tradições culinárias da população de Belém. 

A receite tradicional consiste em fazer uma sopa rala e bem temperada, que leva cebola, alho, coentro, cebolinha, sal, pimenta e tucupi (um caldo feito à base da massa ralada da mandioca), e a goma da tapioca, além de camarão seco e jambu. 

Espere essa especiaria chegar na cuia, quentinha, e desperte suas papilas gustativas. 

Point do Açaí 

Você certamente já provou o açaí, mas com granola, banana ou leite condensado e outras frutas! 

Nesse restaurante, a ideia é mostrar como os belenenses usam a fruta em seus pratos principais, como carne seca com açaí e peixe com açaí. Prove e aprove essas combinações. 

Carne de Sol Picuí

Mais um restaurante típico de Belém, o Carne de Sol Picuí tem como especialidade a Carne de Sol em diferentes versões: à moda da casa, arretado e na nata. 

Mas não para por aí, pois o estabelecimento ainda contempla em seu cardápio outros pratos clássicos da região, como por exemplo: galinha caipira e buchada de bode. 

Como ir para Belém 

Como ir para Belém

À primeira vista, o transporte para a viagem a Belém parece poder ser apenas um: avião. Mas está enganado! Isso mesmo, a locomoção para essa cidade longínqua pode, sim, ser feita de ônibus. 

E é o estilo ideal para quem prefere economizar ou curte uma aventura na estrada!  Além disso, é importante saber que a Rodoviária de Belém é uma das maiores do estado, promovendo viagens intermunicipais e interestaduais. 

Ou seja, pode ficar tranquilo que infraestrutura não será um problema para sua chegada a Belém de ônibus. 

Aliás, está esperando o que para decidir a data da passagem e colocar o pé na estrada até o seu próximo destino: Belém, uma cidade exótica que reserva muitas histórias e tradições para você.

Veja Também no Tô de Passagem:

Manaus: Guia Completo De Viagem
Comidas Típicas Do Norte Do Brasil: Conheça 10 Pratos!
12 Lugares Baratos Para Viajar No Brasil