Se você perguntar pra pessoas diferentes da sua família, ou mesmo dentro do seu círculo de amigos “O que é Cultura?”, dá para apostar que virão respostas e ideias bem diferentes.

Mesmo com essas várias definições, certamente que um grande conjunto de tradições, arte, gastronomia e história fazem parte da cultura de qualquer lugar.

Se trouxermos isso aqui para o Brasil, o 4° maior país do mundo, colonizado por europeus e que já possuía centenas de tribos e etnias de povos originários, além da cultura afro trazida pelos escravizados, imagine o tamanho do caldeirão de riqueza cultural que não nos tornamos.

O Turismo Cultural é justamente conhecer um pouco de tudo isso que a gente tem a disposição, e que muitas vezes deixamos de lado por achar que é muito caro, ou que a distância impede que a viagem aconteça.

Dentre tantas categorias turísticas diferentes, a cultural começou a ser reconhecida nos anos 70. Quando a Unesco criou a Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial, Natural e Cultural, em 1972, profissionais do turismo e governos entenderam que precisavam olhar com mais carinho para a cultura de seus povos, e estimular que mais pessoas a conhecessem. 

Se você gosta dessa ideia e pensa em conhecer lugares recheados de cultura pelo Brasil, fique por aqui! Esse artigo vai te contar mais sobre formas diferentes de turismo cultural e ainda, de quebra, apresentar 3 lugares maravilhosos por onde você pode começar.

Neste artigo você vai ver:

Tipos de turismo cultural

Cívico

Religioso

Místico e esotérico

Cinematográfico

Arqueológico

3 Lugares do Brasil para fazer turismo cultural

Cidades históricas de Minas

Centro histórico de Salvador

Blumenau

Por que o turismo cultural é tão importante?

Aproveite e curta muito a cultura brasileira!

Tipos de turismo cultural

Se eu comentei ali em cima sobre tanta cultura e tradição espalhadas pelas regiões brasileiras, é claro que o turismo cultural teria que ter algumas subdivisões dentro dele. Alguns países pelo mundo tem mais de um e menos de outro, mas quer saber? O Brasil é cheio de todas essas variedades. 

Cívico

Turismo Cultural Cívico

Conhecer a história de surgimento do seu país é sempre uma boa ideia. O turismo cívico diz respeito a visitar não apenas prédios governamentais, mas também personagens e fatos importantes.

No Brasil, falar de turismo cívico é falar de Brasília. Uma cidade planejada ainda bem novinha, com pouco mais de 60 anos de história. Além dos prédios onde são decididos os caminhos que tomamos enquanto nação, a cidade é dona de uma arquitetura incrível.  A biblioteca nacional, com todos os seus registros raros e o memorial em homenagem ao Presidente Juscelino Kubitschek, idealizador da capital brasileira, são só mais alguns dos pontos imperdíveis.

Além de pessoas interessadas em história e política nacional, o turismo cívico é muito conhecido por grupos de estudantes. Escolas por todo o país usam essa variedade turística como parte do currículo de aprendizado.

Se você tem vontade de conhecer nossa capital, aqui tem opções de passagens para Brasília que podem te incentivar.  

Religioso

Não deve existir um país que não possua uma cidade ou uma capital religiosa, que atraia a fé de pessoas de todos os lugares e de todas as religiões. O turismo religioso foi criado exatamente para ajudar fiéis a encontrarem e chegarem até esses locais. 

As peregrinações estão entre as mais procuradas quando falamos em turismo religioso. Uma exemplo dessas demonstrações de fé são as romarias, por exemplo, que acontecem no Brasil desde 1700.

Dentre tantas cidades e praças religiosas pelo Brasil, Aparecida do Norte é, certamente, uma das que mais movimenta turistas. Seja para conhecer a história da aparição de Nossa Senhora no início do século 18, visitar a Catedral Basílica ou para renovar a fé, mais de 5 milhões de pessoas vão até lá todos os anos.  

Místico e esotérico 

Turismo Místico e Esotérico.

Em todo o mundo, o turismo místico e esotérico está envolvido em uma cultura cheia de mistério, paz e boas vibrações. 

Essa categoria de turismo cultural leva você para jornadas de autoconhecimento, de descobertas espirituais e a tentativa de viver em sintonia com o mundo.

Eu poderia ficar aqui falando sobre lugares pelo Brasil que estão repletos de misticismo e que você poderia conhecer. Entre os principais, um destaque especial para a Chapada dos Guimarães (MT), São Thomé das Letras (MG) e Canoa Quebrada (CE).

Cinematográfico

Quantas vezes você já assistiu um filme e pensou: “Eu gostaria muito de conhecer esse lugar”. O cinema e as produções audiovisuais são grandes janelas para o mundo, e fazem questão de nos apresentar locações maravilhosas. O turismo cinematográfico ajuda a reforçar as características culturais de uma cidade, de um estado ou mesmo de um país, e há muitos anos que são usadas como fator econômico. 

Uma das paixões do brasileiro, e a gente sabe, são as novelas. Então, quer coisa mais gostosa do que pegar uma mochila e conhecer um pouco dos lugares em que nós já estivemos, mas apenas do outro lado da telinha?

Mesmo que grandes produções cinematográficas sejam gravadas, na maioria das vezes, em outros países, o Brasil tem grandes tesouros guardados. Quer um exemplo? 

Se até Deus foi para Alagoas tiras férias, no clássico nacional “Deus é Brasileiro” (2003), por que você não iria? O filme mostra o personagem protagonizado por Antônio Fagundes passeando pela deslumbrante Costa dos Corais, que também faz fronteira com o litoral pernambucano.

O estado alagoano é apenas um dos exemplos, e por mais que a Costa dos Corais seja de fato um lugar encantador, Alagoas tem ainda outras praias incríveis, que dão vontade de viver para sempre.

3 Lugares do Brasil para fazer turismo cultural

Claro que durante esse artigo a gente acabaria falando de algumas regiões turísticas que o Brasil tem para você aproveitar mais da nossa cultura. Mas como eu prometi, que tal conhecer mais 3 cidades, que talvez possam ser seu ponto de partida no próximo roteiro? 

Tiradentes (MG) 

Conhecer Minas Gerais é viver a história da construção do Brasil. Além do ciclo do ouro, um dos mais importantes processos econômicos e sociais do país, a escravidão e a Inconfidência Mineira deixaram marcas culturais inesquecíveis.

A importância é tanta, que o estado tem hoje 12 cidades históricas, algumas tombadas como Patrimônio Histórico da Humanidade. Entre as mais conhecidas está Tiradentes.

Fundada no início dos anos 1700, é considerada uma das mais charmosas cidades históricas mineiras. Fica localizada a 193 km da capital, Belo Horizonte, e tem seu nome batizado em homenagem a uma figura histórica fundamental: Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

A cidade guarda com carinho referências da arquitetura barroca, que pode ser visitada até hoje em seu centro histórico, repleto de igrejas e prédios conservados. Aos poucos, como Tiradentes foi ficando cada vez mais conhecida no roteiro cultural brasileiro, hoje é também uma referência de gastronomia, artesanato e moda. 

Centro histórico de Salvador (BA) 

Turismo Cultural no Centro Histórico de Salvador

Quem nunca ouviu falar no bairro Pelourinho, conhecido carinhosamente como Pelô? Pois ali é que se cria, todos os dias, uma das mais criativas e originais expressões artísticas e culturais da herança afro-brasileira, e também é parte do coração pulsante do Centro Histórico de Salvador, capital baiana. 

O Centro Histórico é considerado Patrimônio Histórico da Humanidade, e também o maior centro arquitetônico da América Latina. São milhares de imóveis que estão ali desde o Século 16, e que hoje abrigam projetos culturais, sociais, hotéis, bares, restaurantes e uma infinidade de outras instituições, como as inesquecíveis apresentações do Grupo Olodum.

Entre os destinos mais procurados estão a Fundação Casa de Jorge Amado, que mantém e estuda as obras do grande escritor baiano, a Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos e o Museu da Misericórdia.

O acesso ao Centro Histórico deve ser feito a pé, já que a maior parte dos locais são bloqueados para veículos, e a rodoviária da cidade oferece linhas que vão até o local.

Mas como antes da rodoviária você precisa de boas opções para viajar, aqui você encontra passagens de ônibus até Salvador.

Blumenau (SC)

Turismo Cultural em Blumenau

Para quem tem interesse em conhecer mais sobre as raízes da imigração européia de outros países – diferentes de Portugal e Espanha – Blumenau é uma ótima opção.

Localizada a cerca de 152 km da capital catarinense, Florianópolis, Blumenau guarda com orgulho a cultura e tradição alemãs. A arquitetura é mantida por lá em regiões históricas, museus e prédios de época, mas não é só isso. Os bares e restaurantes da cidade fazem questão de manter a gastronomia germânica como ela deve ser.

Entre os pontos principais, sem dúvida está a Oktoberfest. A tradicional festa da cerveja surgiu em homenagem ao evento tradicional, em Munique, na Alemanha. Hoje, a Oktoberfest de Blumenau é a segunda maior do mundo, principalmente pelo esforço dos participantes em incentivar os costumes.

A Oktoberfest só acontece uma vez por ano, mas em todos os outros meses a cidade permanece de braços abertos. Quer conhecer? Aqui você encontra opções de passagens para Blumenau.  

Por que o turismo cultural é tão importante? 

Existem dois pontos fundamentais quando falamos sobre a importância do turismo cultural, e o primeiro é, sem dúvida, curtir cada pedacinho da nossa história.

É fato que muito da cultura de um lugar se perde, aos poucos, quando não é apreciada e compartilhada pelas pessoas que pertencem àquele país, estado ou cidade, certo? Fora isso, o descuido com museus, monumentos e outras formas de arte, faz com que essas coisas se deteriorem com o tempo.

Então, é claro que aproveitar tudo isso é um jeito de manter viva a cultura daquele lugar, principalmente quando compartilhamos isso com outras pessoas.

O segundo ponto é o econômico. Prestigiar o turismo cultural é incentivar e permitir que projetos e centros de conservação de tradições afro-brasileiras e indígenas, por exemplo, continuem atuando. Além deles, é importante que os governos estimulem o comércio local através do turismo, já que bares, hotéis, restaurantes, parques e etc., dependem de turistas para continuar o trabalho. 

Aproveite e curta muito a cultura brasileira!

E aí? Esse artigo despertou em você aquela vontade de conhecer mais dos costumes e tradições que fizeram a gente chegar até aqui?

Como a gente sempre fala no Tô de Passagem, a bagagem de satisfação e histórias que você traz pra casa depois de uma viagem, é sempre maior que a quantidade de malas e mochilas com que você sai de casa.

Então, se ficou com vontade, tá na hora de arrumar suas coisas e escolher o destino. Quando voltar, não esquece de contar pra gente o que achou.

Boa viagem, e esperamos te ver mais vezes por aqui!

Escrever um comentário