Que tal viver uma das experiências mais gostosas e contagiantes do calendário folclórico brasileiro?

Junho chegou e com ele vieram as festas juninas, quermesses e arraiais – como você preferir chamar – que se manifestam por todo país. Não importa se é com o grupo de amigos do trabalho, da faculdade, do bairro ou da igreja. Elas estarão por aí, em algum lugar.

Pensando nisso, a gente preparou esse artigo com algumas daquelas que são consideradas as maiores e mais tradicionais festas juninas do Brasil. Então, pegue seu bolo de milho, uma caneca de quentão e vem com a gente descobrir mais sobre as nossas tradições, e quem sabe conhecer algumas dessas festas ainda esse ano!

Neste artigo você vai ver:

Qual a origem da festa junina?

O início das celebrações são bem antigas e vem lá da Europa, ainda durante a Idade Média. É claro que essa é uma longa história, mas durante a cristianização dos países europeus, as festividades foram incorporadas ao calendário religioso. Até então, essas celebrações tinham o objetivo de comemorar as colheitas que vieram, e pedir proteção pelas que ainda viriam.

Aqui no Brasil as festas juninas chegaram junto com a colonização de espanhóis e portugueses, durante os anos 1600. Uma vez por aqui, ficaram conhecidas como festas Joaninas, em homenagem a um de seus santos padroeiros, São João. Vale lembrar que além dele, São Pedro e Santo Antônio também eram celebrados.

Com o passar do tempo, o nome foi transformado para festa junina – já que eram celebradas durante o mês de junho, – e aos poucos também ganhou costumes culturais muito mais populares, ainda que não tenha perdido as raízes religiosas e européias. Um exemplo disso são os famosos “casamentos caipiras”, em homenagem a Santo Antônio, ou a quadrilha, dança parecida com as realizadas em salões franceses, entre casais e com roupas típicas.

O que tem em uma festa junina?

O que tem em uma festa junina

Além do casamento e da quadrilha, que falamos logo acima, as comidas típicas são, sem dúvida, uma das tradições mais incríveis dessa época.

Os europeus celebravam a colheita do trigo, mas por aqui o costume foi adaptado a um grão muito mais abundante: o milho. Enquanto gaúchos preparam a polenta, mineiros a pamonha e nordestinos o cuscuz, todos nós brasileiros ganhamos com essa riqueza de sabores.

Bolos, quentão ou vinho quente e doces derivados de amendoim são outros pontos altos de um bom arraial.

E quanto às danças juninas típicas ? Bom, mesmo que você não leve muito jeito pra coisa, não dá para negar que são lindas de ver e muito contagiantes. Por todo o Brasil, em especial na região nordeste, as danças se adaptam de acordo com culturas e costumes diferentes. Entre as principais estão o arrasta-pé, o baião, forró, dança de fitas, vanerão e claro, a quadrilha.

Por último, mas tão imperdível quanto todas as outras, estão as fogueiras e as brincadeiras juninas. A primeira também vem das raízes européias, mas já a segunda, essa é toda nossa. Ainda hoje as brincadeiras animam crianças e adultos. Além de distribuírem prendas aos vencedores, são importantes para a arrecadação de doações e dinheiro para associações e grupos de apoio. 

As maiores festas juninas do Brasil

Agora, e se você quiser experimentar um pouco das festas que de tão tradicionais, ganharam outras proporções, e hoje fazem parte dos calendários oficiais de suas cidades?

Continua com a gente que é hora de conhecer algumas das maiores festas juninas do Brasil!

Bumba meu-boi de São Luís (MA)

Já preparou suas matracas e zabumbas? Porque se as manifestações do Bumba meu boi já são patrimônios históricos e imateriais pela Unesco, com tantos anos de história e adeptos tão apaixonados, na certa você deveria pensar em ir pelo menos uma vez.

Mesmo que outras cidades do Norte e Nordeste também realizem festas e apresentações do Bumba meu boi, a tradição encontra em São Luís, capital do Maranhão, a maior efervescência de grupos e praticantes.

Pessoas animadas vestindo roupas vibrantes em uma mistura de dança, teatro e tradição, contam a história da escravizada Catirina e seu marido. A lenda diz que Catirina estava grávida e tinha desejo de comer uma língua de boi, e por isso seu marido sacrificou um animal. Descobertos pelo dono da fazenda, o casal precisa ressuscitar o boi para viverem em paz.

Em 2022, com o retorno do evento em sua programação normal, São Luís inicia as festividades no dia 31 de maio, mas as atrações seguem até o dia 31 de julho, com mais de 800 festas e arraiais espalhados pela capital e outras cidades no interior do Maranhão.

A programação completa você encontra no site oficial do governo maranhense do estado.

Mas e aí? Ficou com vontade? Então que tal algumas opções de passagens para São Luís?  

São João de Caruaru (PE)

O que você acha de experimentar uma broa de milho gigante, enquanto aproveita uma das maiores festas de São João do mundo, segundo o Guinness World Records?

Pois independentemente da disputa acirrada com outra grande festa, que falaremos na sequência, você encontrará muito mais do que comidas gigantes e pessoas animadas em Caruaru, cidade do agreste pernambucano, localizada a 135 km da capital, Recife.

A festa acontece desde que a Capital do Forró – como é conhecida – ainda era uma vila. Hoje ela cresceu e carrega uma rica tradição nordestina.

O São João de Caruaru em 2022, acontece entre os dias 4 de junho a 2 de julho, com apresentações em 24 locais espalhados pela cidade, incluindo o nacionalmente conhecido Pátio do Forró, ou Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

Confira a programação completa no perfil oficial do São João Caruaru no Instagram.

E aqui você encontra opções de passagens para Caruaru.  

São João de Campina Grande (PB)

São João de Campina Grande

Aqui está a segunda competidora do “Maior São João do Mundo”, junto com Caruaru, que falamos acima. Todos os anos, mais de dois milhões de pessoas visitam Campina Grande, na Paraíba, em busca de tradições culturais, comida típica e muito forró local.

A festa existe oficialmente desde 1983, mas as tradições da cidade já faziam famílias dançarem e celebrarem desde muito antes, principalmente em fazendas e regiões rurais.

Hoje, nacionalmente conhecido, o São João de Campina Grande traz tradições como as ilhas de forró e a pirâmide, espaços onde acontecem as apresentações dos grupos de quadrilha.

Este ano a festa será entre os dias 10 de junho e 10 de julho, no Parque do Povo. O espaço, como de costume, terá barraquinhas de todos os tipos, bares, restaurantes, espaços culturais e vários shows de artistas nacionais.

Para conferir a programação completa, confira o perfil oficial da produtora Medow no Instagram.

Quer algumas opções de passagens para Campina Grande

Mossoró Cidade Junina (RN)

Mais uma celebração especial no nordeste brasileiro. Mossoró fica em festa durante os dias de atrações, e reúne mais de um milhão de pessoas todos os anos. É o maior arraial do estado do Rio Grande do Norte. A cidade fica a 280 km da capital, Natal.

A velha estação ferroviária do município, que hoje é chamada de Estação das Artes Elizeu Ventania, todos os meses de junho transforma-se na Estação do Forró, e o Corredor Cultural, na Avenida Rio Branco, atrai pessoas vindas de todo o país.

Pode até parecer uma festa junina comum, com shows de artistas nacionais, comidas típicas e danças, mas Mossoró Cidade Junina conta com uma celebração importante na região: a expulsão de Lampião e seu bando da cidade, em 1927. Esse evento histórico é encenado todos os anos com a “Chuva de Balas no País de Mossoró”, que se repete em vários dias de evento.

Em 2022 a festa acontece entre os dias 4 e 25 de junho, e a programação completa você confere no site oficial do evento.

Se você estiver pensando em conhecer a festa, ainda dá tempo, e aqui estão algumas opções de passagens para Mossoró

São João de Irecê (BA)

A festança em Irecê é uma das mais movimentadas da Bahia, e como não poderia deixar de ser, é também bastante antiga. Ainda que mantenha sua tradicionalidade regional com as danças, a zabumbada e o Mercadão do Zé Bigode, a mistura com artistas nacionais é garantida.

O São João de Irecê começou pequeno, na praça da prefeitura, com o apoio de escolas e igrejas. Aos poucos a coisa foi tomando forma e em 1980 o Arraiá das Caraíbas – como são conhecidas as barracas montadas com palha de coco e sisal – foi transferido para a Praça Clériston Andrade.

Em 2022 a festa acontece entre os dias 22 e 26 de junho, e traz de volta tradições como a Vila Caraíbas – cidade cenográfica que homenageia a cultura nordestina – e o Barracão que celebra a vida do Seu Zé Bigode, um importante sanfoneiro da região.

Além de shows locais, a festa ainda conta com a presença de artistas nacionais durante os dias de evento.

A cidade fica a aproximadamente 480 km da capital baiana, Salvador. Para conhecer as maravilhas dessa festa de São João, aqui estão algumas opções de passagens para Irecê.

São João de Salvador (BA)

Se a festa anterior falou de uma famosa cidade baiana, porque não falarmos agora da capital, Salvador? E como diz o próprio povo baiano, para Salvador, as tradições juninas são como um segundo Carnaval.

Além de ser coberta de história, com museus que valem a pena serem visitados, e algumas das praias mais bonitas do país, Salvador reúne em seu São João, tudo aquilo que um bom folião precisa: danças, comida boa, e música com artistas consagrados.

Esse ano a festa acontece entre os dias 23 de junho a 2 de julho, e conta com shows de artistas nacionais, as famosas quadrilhas e apresentações de grupos locais.

Visitar a capital baiana nessa época é participar das celebrações, mas também viver um pouquinho de parte importante da nossa história. Se bateu vontade, aqui estão algumas opções de passagens para Salvador.

Viaje para viver as maiores festas juninas brasileiras

maiores festas juninas brasileiras

E então? No final das contas, não importa muito de onde vem a tradição, mas sim a forma linda e alegre como nós brasileiros conseguimos integrá-la aos nossos costumes, não é?

Já há muito tempo que as festas juninas no Brasil tem uma importância não apenas cultural, mas também econômica. Depois de 2 anos de pandemia, as cidades tradicionais trazem de volta seus eventos, e sempre com novidades.

Mas a gente queria saber um pouco de vocês! Já conhecem algumas dessas festas incríveis, ou gostariam de conhecer? Contem aqui nos comentários.

Viajar não precisa ser caro, e a bagagem de satisfação que você traz de volta, é sempre maior que a quantidade de malas e mochilas com que você sai de casa.

Boa viagem, e esperamos te ver mais vezes aqui no Tô de Passagem!

 

Escrever um comentário