A programação com o que fazer no interior do Paraná é bem versátil: de cultura e gastronomia a contato com a natureza

Nem todo mundo sabe, mas há cidades do interior do Paraná repletas de detalhes que encantam quem busca passeios diferentes, longe do ritmo acelerado das grandes cidades, e deseja entrar em contato com experiências novas, fora do comum. 

E, pensando nas diversas possibilidades que pequenos municípios paranaenses oferecem, apesar de pouco conhecidos, se comparados com os principais destinos brasileiros, organizamos uma lista para ajudar você a planejar uma viagem inesquecível e apaixonante. Ficou curioso?! Então, continue lendo. 

Morretes

Trem para Morretes

A nossa primeira dica é Morretes, uma cidade litorânea do Estado com cerca de 16 mil habitantes, localizada a aproximadamente 70 quilômetros da capital. Pequena, ela possui marcas expressivas: uma arquitetura colonial, com casarões e ruas de pedra com traços bem característicos de tempos remotos.  

Porém, o que chama a atenção nesse local é o trajeto de trem da Serra Verde Express de Curitiba até o destino. Afinal, é uma verdadeira viagem no tempo por si só. Além da possibilidade de entrar em um transporte muito usado no passado, a vista de todo o passeio é bastante atrativa, ornamentada com muito verde, picos e cachoeiras da Mata Atlântica. 

Ademais, a gastronomia disponível ao longo de todo trajeto é bastante apetitosa. Isso porque é repleta de pontos com comidas características do interior, como cachaça, mel e balas de banana. Hmm… É bom demais!

Se você ficou com água na boca, também vale a pena experimentar o barreado quando desembarcar em Morretes. É um prato típico da cidade de carne cozida, servida com farinha de mandioca, arroz e banana. Sem dúvida, é uma verdadeira iguaria e só por isso já vale a viagem para o local, que é uma das cidades do interior do Paraná mais indicadas. 

Já que estamos falando de um local com muitos traços históricos, o que acha de avançar na pesquisa e aproveitar para ler sobre outros pontos turísticos em Curitiba, por exemplo. Assim, pode estender sua viagem pela região Sul!

Palmeira – Colônia Witmarsum

Já pensou em ter a sensação de viajar para o exterior, sem ao menos sair do Brasil? Pois é, a Colônia Witmarsum, em Palmeira, possibilita essa experiência e com um orçamento baixo. 

Com cerca de apenas 2 mil habitantes, a arquitetura, gastronomia e cultura locais têm o clima de vilas da Alemanha. Portanto, se você ama o país, mas ainda não pôde conhecê-lo em razão de diferentes motivos, poderá sentir esse ‘gostinho’ em Witmarsum. Essa deve constar na sua lista de cidades do interior do Paraná, hein? 

Por lá, pequenas casas em madeira de diferentes cores criam a atmosfera germânica. Mas o que é um grande chamariz no vilarejo é a gastronomia recheada de sabores únicos. 

Logo, se você decidir conhecer Witmarsum, certamente não pode deixar de experimentar o eisbein, joelho de porco assado e o schnitzel, bifes de porco à milanesa. E, claro, não deixe de degustar os diferentes tipos de cerveja disponíveis. Sem dúvida, é um passeio que vale muito a pena! 

Ilha do Mel 

Ilha do Mel no Paraná

Diferentemente das duas indicações acima, que pulsam cultura e gastronomia, a Ilha do Mel é perfeita para os amantes do clima praiano. Esse é um dos locais do litoral do Paraná mais procurados pelos turistas. 

E isso tem motivo, visto que são 25 quilômetros de pura paz e tranquilidade, onde, diariamente, apenas cerca de 5 mil pessoas podem conhecer a ilha, o que torna o passeio bastante reservado. 

Além disso, a imensidão do mar azul combinada com as faixas de areia pouco ocupadas é perfeita para contemplar a beleza natural do local. 

Outra dica que oferece tranquilidade e não é ponto turístico é o seguro de viagem. Pesquise sobre e garante um trajeto sem preocupações!

Campina Grande do Sul – Pico do Paraná

Certamente, essa é uma das mais encantadoras cidades do interior do Paraná, sobretudo por causa da presença do Pico do Paraná, que é o maior do Estado, com aproximadamente 1.800 metros de altura, de onde é possível conferir uma vista incrível que combina montanhas, vegetação e horizonte. 

Porém, para quem deseja visitar o Pico do Paraná, é necessário estar preparado, ou seja,  acostumado com caminhadas longas, já que a trilha para chegar até o seu ponto mais alto tem duração média de oito quilômetros. Ufa, haja fôlego, hein? 

Já para os profissionais, também é indicado o treckking, mas também é necessário ter experiência na prática. 

Por outro lado, se ainda não tem condicionamento físico para chegar até o Pico do Paraná, já pensou em tê-lo como meta para começar a ter uma vida mais saudável? Com certeza o desafio é válido, principalmente quando você chegar até o ponto mais alto desse ponto turístico. 

Ponta Grossa – Parque Estadual de Vila Velha 

Parque Estadual de Vila Velha no Paraná

Além dos passeios já citados, outra dica que é bem “queridinha” entre os turistas é Ponta Grossa. É nessa cidade do interior do Paraná que fica o Parque Estadual da Vila Velha, um verdadeiro refúgio natural. 

Com mais ou menos 3 mil hectares, destaca-se pela presença de cavernas, furnas e da Lagoa Dourada, cuja cor da água muda de acordo com a posição da luz. Ou seja, há muita possibilidade de contato com a natureza. 

Além disso, outro ponto de destaque é o cânion e a cachoeira do Rio São Jorge, além do Burado do Padre, onde há uma queda d’água esplendorosa de mais ou menos 30 metros de altura.

Sem dúvida, há muitas cidades do interior do Paraná com características especiais que não decepcionam quem deseja ter experiências de viagem diferentes, além do convencional. Há tantas opções legais que até fica difícil escolher um destino, não acha?

Portanto, independente da sua escolha, esperamos que você tenha ótimos momentos nas terras paranaenses. E o próximo passo para concretizar essa viagem é checar o orçamento, ou seja, você precisará saber como fazer o cálculo de viagem.  

Veja também no Tô de Passagem:

Praias De Maceió: Conheça A Lista Com As Melhores Praias Para Sua Viagem
10 Passeios Incríveis Para Fazer No Interior De Pernambuco
Pontos Turísticos De Curitiba: Lugares Para Conhecer E Aproveitar Na Cidade

Escrever um comentário