Devido a pandemia de Covid-19, o ano de 2020 foi completamente diferente do que todos esperavam. Economicamente, diversos setores sofreram perdas profundas em faturamento, e milhares de empresas precisaram recuar e fechar suas portas devido à instabilidade que acometeu todo o mundo. 

Entre os segmentos mais afetados pela pandemia está o turismo nacional. Um recorte do mês de julho, por exemplo, revela que o Turismo brasileiro sofreu uma queda de 50,3%, em relação ao mesmo período de 2019. Os dados são do Conselho de Turismo da Fecomercio SP, com base nos números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fatores como ficar mais tempo dentro de casa, uso constante de máscaras faciais e o distanciamento social recomendado em todo o país, levaram muitas pessoas a remarcarem suas viagens, ou até mesmo optarem por visitar lugares mais próximos de casa, abrindo espaço para o chamado turismo regional

Com a divulgação da Organização Mundial do Turismo sobre a perspectiva de redução de 60% a 80% no número de turistas internacionais em 2020, o turismo regional é quem tem mantido o segmento rodando neste período de pandemia.

Interesse pelo turismo regional 

Turismo regional no Brasil

Diante das medidas gerais de segurança sanitárias indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e adotadas pelos estados como forma de proteção contra o novo coronavírus, muitos brasileiros se sentiram mais confortáveis em visitar municípios vizinhos, cidades mais próximas de casa ou até locais mais afastados, com menor quantidade de pessoas. 

Um levantamento recente realizado pela plataforma de passagens online, ClickBus, revela que a busca por cidades do interior cresceu 13,23% em 2020, quando comparado a 2019. Isso revela um novo comportamento dos amantes de viagens no Brasil: a procura por lugares mais tranquilos para garantir a segurança da família. 

O mesmo estudo ainda aponta que a procura de viagens para centros urbanos ou grandes capitais cresceu apenas 1,58%, enquanto o interesse por viagens para o litoral caíram 7,6%. O período analisado considerou o quarto trimestre de 2020. 

O mundo pós-pandemia, com a chegada da vacinação contra o novo coronavírus, aguarda com boas expectativas uma retomada forte do turismo nacional. No entanto, mesmo após a liberação, muitas pessoas ainda planejam ficar mais perto de casa, segundo recente pesquisa da Booking.com. 

Segundo o levantamento “Futuro das Viagens”, 44% dos brasileiros planejam viagens dentro do país daqui a 7 a 12 meses. Já em relação a viagens locais, 55% pretendem conhecer um novo destino na região em que moram e 59% querem passar a curtir a beleza natural da sua terra.

Veja também no Tô de Passagem:

10 Cidades Incríveis Para Conhecer No Interior De São Paulo
Bate E Volta No Rio De Janeiro: 10 Locais Diferentes Para Conhecer
15 Dicas E Truques De Como Arrumar A Mala De Viagem

Escrever um comentário