Imagine conhecer o museu do sorvete ou da eletricidade… Interessante, não é? Isso é possível, conforme a lista dos 8 melhores museus em Salvador! Confira.

A capital baiana atrai turistas do Brasil e do mundo inteiro devido à combinação de praias paradisíacas, gastronomia porreta e passeios culturais que inspiram os turistas. Para aproveitar ao máximo a cultura local, formulamos uma lista com os principais museus de Salvador!

Primeiramente, uma informação que deixa esse texto ainda mais interessante: os museus para visitar em Salvador são bastante diversificados e, portanto, alguns são até direcionados para as crianças e profissionais da área da enfermagem, por exemplo.

Vamos começar!

Museu Afro-Brasileiro de Salvador (Mafro)

Inaugurado em 1982, o museu Afro-Brasileiro em Salvador nasceu da necessidade de coletar, preservar e ampliar o alcance de obras inspiradas e que representam as culturas africanas e afro-brasileiras. Hoje, sua gestão técnico administrativa tem como condutores os mestres do Departamento de Museologia da Universidade Federal da Bahia.

O espaço conta com três exposições de longa duração. Entre elas, está a apresentação dos painéis do artista plástico Carybé: são 27 talhas que correspondem aos orixás do Candomblé. Obras tão belas quanto significativas para a religião.

Falando em religião, a exposição “Artes do Crer” tem como essência compartilhar com os visitantes a influência das referências originadas da África em terras brasileiras, criando a religião Afro-Brasileira.

Espadas, Leques, Coroas, entre outros objetos dão vida à essa exposição, visto que são símbolos das trajetórias de luta e realezas míticas e históricas de Divindades, Homens e Mulheres Afro-Brasileiros.

Estes, ainda hoje, se fazem presentes em espaços públicos, atividades culturais e na formação das pessoas, tanto na capital baiana quanto em outras cidades brasileiras.

A terceira exposição de longa duração do museu Afro-Brasileiro de Salvador leva o nome de “Máfricas: as Áfricas do Mafro” e é composto por 4 núcleos temáticos.

Eles têm o intuito de apresentar peças da coleção de cultura material africana, adquiridas por Pierre Verger, idealizador do projeto do museu, na década de 70.

Além disso, o museu Afro-Brasileiro em Salvador também sedia exposições temporárias, que você pode conferir previamente pelo site. Acesse: http://www.mafro.ceao.ufba.br/pt-br

Museu de Arte Sacra (MAS)

O Museu de Arte Sacra em Salvador não apenas sedia exposições para valorizar a memória originada da coleção de Arte Sacra Cristã, mas também promove projetos educativos, como por exemplo cursos e pesquisas.

Sua exposição de longa duração foca na apresentação de objetos inspirados na arte sacra cristã, sobretudo dos séculos 15 ao 20. Erguido no século 17, a arquitetura do prédio está em sintonia com o acervo distribuído pelas 14 salas.

No site, o visitante ou interessado no museu já pode ter uma “palinha” sobre as obras abrigadas pelo Museu de Arte Sacra em Salvador, em diferentes formatos: pinturas, azulejos, ourives, mobiliários, entre outros.

Para saber mais sobre o MAS, acesse: https://mas.ufba.br/

Museu do Sorvete

O Museu do Sorvete em Salvador está sediado no tradicional casarão nomeado de Solar Amado Bahia, inaugurado em 1904. A arquitetura do espaço foi restaurada e seus traços foram preservados, o que manteve as cores e o charme do local.

Atualmente, ele abriga esse museu, que tem o intuito de chamar a atenção do visitante para a história, bem como para o processo de produção (a partir de maquinários antigos e modernos) desse doce tão querido pelos baianos e pelo mundo inteiro.

Inclusive, essa é uma alternativa muito interessante para levar as crianças e mostrar a elas o quão divertido e informativo pode ser ir a um museu, começando de uma forma leve com o Museu do Sorvete em Salvador.

Lá, é claro, a família também terá a oportunidade de provar os sorvetes Real, cujo proprietário foi responsável pela adaptação do casarão em prol do ambiente dedicado aos gelados.

Saiba mais no site: http://www.solaramadobahia.com.br/

Museu Carlos Costa Pinto

Carlos de Aguiar Costa Pinto, a quem esse museu faz uma homenagem, foi um importante colecionador de obras de arte que teve o sonho realizado pelas mãos da esposa e que era exatamente a criação do espaço dedicado à arte!

Inaugurado em 1969, o Museu Carlos Costa Pinto em Salvador, hoje, conta com mais de três mil peças, se consagrando como um dos acervos mais expressivos do Brasil.

Ele engloba diversas coleções: de cristal, porcelana, mobiliário, ourivesaria, desenho, gravura, pintura e escultura – que são do século 17, 18, 19 e 20.

Os holofotes estão sobre a ampla coleção de prataria e as joias de crioulas, pois estas são o maior conjunto presente em um museu.

Acesse o site e saiba mais sobre a história do Museu Carlos Pintos em Salvador: https://www.museucarloscostapinto.org/, além de ver peças da sua galeria super refinada!

Museu de Arqueologia e Etnologia da UFBA

Se você está de passagem por Salvador e tem interesse em mergulhar na cultura indígena e na formação das práticas e tradições brasileiras, então esse museu, certamente, cumprirá essa finalidade.

Com um vasto acervo – são cerca de 600 mil peças –, o MAE leva o visitante a uma viagem no tempo, cujo acesso se dá por meio de objetos e vestígios nos períodos pré-colonial, colonial e contemporâneo.

Dessa forma, esse é mais um dos museus para visitar em Salvador e agregar conhecimento, o que dá ainda mais motivos para você conhecer a capital baiana e seus espaços culturais!

Acesse: https://cartadeservicos.ufba.br/mae-museu-de-arqueologia-e-etnologia-0 para saber mais sobre o Museu de Arqueologia em Salvador.

Museu Nacional de Enfermagem

O Museu Nacional de Enfermagem conta a história do trabalho voltado aos cuidados com os outros, bem como conta com acervos específicos sobre figuras emblemáticas dessa área.

Uma das profissionais homenageadas é sua patroa, Anna Nery, que, durante 5 anos atuou como a primeira enfermeira voluntária brasileira. Ela teve seus esforços reconhecidos por D. Pedro II.

Além das exposições mais tradicionais, a exemplo da história da enfermagem no Brasil e no mundo, os desafios da profissão, bem como da evolução da área, o museu ainda oferece uma atividade intensamente interativa ao visitante a partir da Cadeira de Experiência Individual.

O participante se senta em uma cadeira de modo que parece estar deitado em uma maca e assiste a um vídeo que traz o rosto e a emissão de sons que remetem a uma pessoa que necessidade de cuidados, o que permite ao espectador se colocar no lugar desse potencial paciente.

Ou seja, extremamente interessante, hein?

Para mais informações sobre as exposições e o conceito institucional do Museu de Enfermagem em Salvador, acesse: http://munean.cofen.gov.br/

Museu de Eletricidade da Coelba 

Esse é um dos museus gratuitos em Salvador que merece atenção especial, pois apresenta a história de um recurso que usamos todos os dias, em muitos momentos, no caso, estamos falando da eletricidade!

O espaço foi inaugurado a fim de levar informação sobre a eletricidade de forma interativa e didática de modo que o visitante entenda de quais fontes ela é proveniente.

Para isso, o museu disponibiliza experimentos científicos, painéis e outras ferramentas. Assim, diversos públicos conseguem assimilar o conhecimento ali compartilhado.

Outra frente de atuação do museu é a conscientização sobre o uso de energia: melhores formas de economizar, porque é necessário ter boas práticas, entre outras abordagens pertinentes.

Lá, também está o Memorial da Eletricidade, responsável por apresentar a trajetória energética, desde a pré-história até os dias de hoje, por meio de experimentos, maquetes e temas, a exemplo da Eficiência Energética, Eletrostática, entre outros. Esses assuntos também estão traduzidos em maquetes realistas.

Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM)

Se você estava esperando obras de arte de artistas consagrados, pode apostar que estará no lugar certo! Porém, esse museu em Salvador vai além devido à vista privilegiada que proporciona do pôr do Sol.

O espaço é composto por cinco salas, uma galeria ao ar livre e um cinema, deixando essa experiência ainda mais rica.

Aliás, a estrutura arquitetônica que abriga o museu já pode ser considerada uma obra de arte ou, pelo menos, um ícone de Salvador, tendo em vista que o Solar do Unhão, como foi nomeada a construção, foi erguida no século 16 e fica em frente da Baía de Todos os Santos.

Dada a sua importância para a cidade, esse museu em Salvador recebe cerca de 200 mil visitantes por ano, dando visibilidade a obras de artistas, como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Cândido Portinari e Pierre Verger. 

Dica: confira a programação, pois, em alguns dias, esse é um dos museus em Salvador com entrada franca!

Saiba mais em: http://www.jamnomam.com.br/mam

Gostou dos museus em Salvador e já sabe quais irá visitar na sua próxima viagem à capital baiana? Sem dúvida, você terá acesso a informações super interessantes e se encantará por esse universo cultural e artístico! Afinal, viagem é sinônimo de conhecimento.

Escrever um comentário