Tag

Goiás

Browsing

Desde quando ir até apresentação dos pontos turísticos, passando pelos melhores restaurantes, o roteiro de viagem completo da Chapada dos Veadeiros está aqui!

A Chapada dos Veadeiros, localizada em Goiás, é conhecida por suas paisagens estonteantes, resultadas da vegetação do rico Cerrado. Lá, os turistas têm a oportunidade de apreciar a natureza, sentir uma energia única e superar limites no que diz respeito a esportes.

Se você tem vontade de desbravar essas terras, está no lugar certo! Esse é o começo de uma das mais lindas aventuras pelo Brasil. 

Onde fica a Chapada dos Veadeiros?

O ponto de referência para saber onde a Chapada dos Veadeiros fica, é o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. As cidades mais próximas desse ponto turístico indispensável para o roteiro de Chapada dos Veadeiros são: Alto Paraíso, Cavalcante e Vila de São Jorge.

Portanto, se hospedar em um desses lugares faz todo sentido, até porque as principais atrações ficam nas redondezas, além de reunirem as redes de comércio e hotelaria mais desenvolvidos.

Quando ir à Chapada dos Veadeiros

Lembre-se que a viagem para Chapada dos Veadeiros é sinônimo de experiências em meio à natureza e esportes radicais, como a realização de trilhas e escalada. Pensando nisso, antes de escolher a melhor data para aproveitar esse destino, é fundamental conhecer seu clima!

Clima da Chapada dos Veadeiros

O clima da região é denominado como Tropical Sazonal, cujas estações predominantes são duas: a seca e a chuvosa e é preciso ficar atento aos prós e contras de ambas.

Estação seca: entre os meses de maio e setembro, as chuvas vão minguando, gradualmente, ou seja, de maio a setembro o nível de precipitação vai diminuindo até chegar ao ponto de praticamente não ocorrer.

Nesse período os termômetros também marcam temperaturas elevadas – que podem superar a marca dos 30º C – na parte do dia e mais baixas à noite, quando pode ser necessário até vestir um casaco. E se preferir meses com temperaturas mais frescas, opte por junho e julho, pois as médias giram em torno de 13ºC e 27ºC.

Outro ponto positivo da estação seca é a ausência de trombas d’água, fenômeno potencial que ocorre com as chuvas e pode levar a acidentes, caso haja visitantes dentro das cachoeiras, por exemplo, visto que elas podem aumentar consideravelmente o nível de água e se assemelha a um tornado dentro da água.

Estação chuvosa: apesar de trazer consigo as chuvas, o período de outubro a abril também oferece condições importantes para a vivacidade do meio ambiente formado na Chapada dos Veadeiros, pois é com a pluviosidade que o verde e as águas se revigoram e intensificam as cores do lugar.

Outro ponto alto da estação chuvosa são as temperaturas altas, que podem chegar ou até mesmo a bater os 30ºC, assim como a sensação agradável das águas, que já não estão mais tão frias, como no período de seca, sobretudo em junho e julho.

No entanto, é importante prestar atenção aos indícios de tromba d’água, visto que é entre esses meses que o fenômeno tem mais chances de se formar.

A conclusão é de que o período da seca é o mais propício para as práticas dos turistas, então já sabe quando ir para Chapada dos Veadeiros!

O que fazer na Chapada dos Veadeiros

O que fazer na Chapada dos Veadeiros

Esse destino será perfeito para você ter momentos especiais nas águas das cachoeiras – imagine entrando em suas águas cristalinas, fechando os olhos, respirando fundo e se energizando com o melhor da mãe natureza – e enfrentar grandes distâncias – algumas trilhas têm até 5 km – para chegar ao topo, sendo privilegiado com uma vista de um dos paraísos na terra.

Mas além desses atrativos já muito conhecidos, as cidades próximas também oferecem o que fazer na Chapada dos Veadeiros. Exemplo disso é Alto Paraíso que, curiosamente, guarda lugares holísticos, como: Anahata Spa e Dhyan – Oneness Satsang Center, cujos enfoques são cuidar da mente e do corpo por meio de terapias orientais e hábitos saudáveis.

Já em Cavalcante, outra cidade de Goiás, que detém cerca de 70% do Parque Nacional, as grandes estrelas são as cachoeiras da Chapada dos Veadeiros, extremamente belas e, muitas vezes, isoladas. Uma das mais famosas é a de Santa Bárbara.

É nesse território também que está localizada a maior comunidade quilombola remanescente do Brasil, chamada Kalunga, que também pode ser visitada.

Restaurantes e bares na Chapada dos Veadeiros

Em Alto Paraíso

Vendinha 1961: sabe aquele pastel com farto recheio de carne seca e catupiry acompanhado de uma cerveja trincando? É nesse lugar que você irá saborear, assim como os pratos à base de peixe e drinks, a exemplo da jarra de Clericot.

Jambalaya Espaço Gastronômico: agora, se você está em busca de uma gastronomia mais refinada, esse é o lugar certo! Os pratos são extremamente “instagramáveis”, tal qual o colorido tabule de quinoa e o arroz de polvo e camarão, com confit de alho e banana da terra. Ulala, hein?

Restaurante Baroque: mais um cardápio para se apreciar, este reúne receitas, como o risoto de funghi secchi e o risoto de pêra com gorgonzola… Exótico, não? E para a sobremesa, um sorvete com a cara da Chapada dos Veadeiros: artesanal de baunilha kalunga e outros sabores característicos da região.

Em Cavalcante

Cervejaria e Restaurante Aracê: mais uma combinação para se provar na Capada dos Veadeiros, o ceviche harmonizado com uma cerveja artesanal aracê. Confira com o seu próprio paladar se é bom mesmo!

Canela de Ema: se quer experimentar o que há de melhor e mais fresco no cerrado brasileiro, esse é o restaurante certo. Afinal, o estabelecimento tem como diferenciais usar ingredientes de produtores locais e sazonais da região, tendo um cardápio com muitos pratos vegetarianos. Vale a pena provar o sabor dessa rica terra!

Pontos Turísticos da Chapada dos Veadeiros

Chegou o momento de saber o que fazer na Chapada dos Veadeiros, guiado pelos seus pontos turísticos principais que tem tudo a ver com sua natureza exuberante!

Cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros - Cachoeiras

Prepare-se para mergulhar em muitas águas desconhecidas e incrivelmente límpidas. Certamente, elas tomarão grande parte do seu roteiro para Chapada dos Veadeiros.

Cachoeira Santa Bárbara: apesar de seu acesso ser pesaroso, a chegada até a cachoeira compensa demais – ela fica a mais de 100 km de Alto Paraíso!

O trajeto leva a uma queda de 30 metros que tem como destino um ecossistema aquático cheio de beleza – a paisagem que combina os tons de marrom e cinza das pedras ao azul piscina é ideal para fotos incríveis.

Catarata dos Couros: esse complexo de cachoeiras mostra a imponência das águas e é recomendável visitá-la com o guia para ter segurança do que se pode ou não fazer nessa região.

Afinal, o volume de água é muito grande e as pedras, muitas vezes, são bastante escorregadias. Outra dica é primeiro fazer a trilha para conhecer todas as cachoeiras para, ao final, se banhar na primeira, por exemplo, que é Cachoeira da Muralha dos Couros.

Cachoeira Loquinhas: desde o percurso até o banho nas águas doces são um show conduzido pela natureza do Cerrado, por isso é importante estar com bastante energia e com as roupas certas para curtir a trilha e depois mergulhas nas piscinas naturais desse lugar.

Para ter noção o número de piscinas naturais ultrapassa 10! Portanto, se você curte esse estilo de ecoturismo, já sabe o porquê da cachoeira Loquinhas ser uma das mais procuradas pelos turistas.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros abriga uma área com mais de 240 mil hectares de fauna e flora características do Cerrado brasileiro.

Dito isso, já se pode imaginar a dimensão desse lugar! Mas o que é imaginável é a sua beleza, que é contemplada por meio de caminhadas e banhos nas cachoeiras em meio ao verde, marrom, azul e sons dos animais selvagens, bem como da queda das águas – é isso o que faz a diferença para o turista sentir a energia revigorante e intensa desse lugar.

Uma curiosidade é que, hoje, os trajetos trilhados por garimpeiros são usados para as caminhadas dos visitantes pela Chapada dos Veadeiros. Natureza e história se encontram!

Jardim de Maytrea

Chapada dos Veadeiros: Jardim de Maytrea

Mais um dos tantos pontos turísticos da Chapada dos Veadeiros que é um prato cheio para os fãs de fotografias, o Jardim Maytrea representa muito bem o Cerrado brasileiro. Seu cenário é composto por morros, a exemplo do da Baleia – vista de longe, de fato, a formação lembra o mamífero, e por flores que dão uma leveza ao ambiente.

É como se você estivesse diante de terras antes nunca pisadas, tampouco vistas por outros seres humanos. É só você e a natureza em completa sinergia.

Esse passeio é perfeito para quem está precisando refletir e relaxar!

Cânions e trilhas

Trilha dos Cânions: se você já é do nível avançado no que diz respeito a trilhas, vá fundo nesta, pois ela leva uma média de 5 horas para ter seu percurso com mais de 10 km concluído. Durante ele, você terá o privilégio de apreciar a vista do alto dos Cânions I e II, além de poder de refrescar nas águas da Cachoeira da Carioca.

Trilha dos Saltos: mais uma opção para quem gosta de aventuras radicais, essa trilha tem dois níveis de dificuldade: moderado quando o objetivo é a visita às corredeiras e difícil caso também englobe os saltos do Rio Preto.

A duração pode variar entre 4 e 6 horas e o percurso total tem pouco mais de 10 km.

Trilha de Seriema: estava esperando uma trilha para iniciantes, não é mesmo? Ela chegou e com todos os atributos as quais tem direito! Sua duração total de 1h30 é ideal para quem está acompanhado de crianças e idosos, mas ainda assim quer se aventurar com segurança.

E durante esse trajeto, você e seus acompanhantes terão a oportunidade de conhecer o Córrego Rodoviário, um cantinho formado por muitas pedras e água cristalina. Um lugar para respirar fundo e aproveitar a companhia da família e amigos.

Trilha das Sete Quedas: e se para você o que vale mesmo são as trilhas extensas que, inclusive possibilitam o acampamento por uma noite, a das Sete Quedas irá te surpreender! São mais de 20 km de extensão que mostram as variedades de paisagens: Campo Limpo, Veredas, Cerrado Denso e por aí vai.

Um ponto de atenção para curtir essa trilha na Chapada dos Veadeiros é o período em que você quer visitá-la, pois nos meses em que há chuvas as chances dela estar fechada são grandes. Bons meses para se aventurar são: junho, julho, agosto, setembro e outubro.

Mirante da Janela

Para chegar à principal atração, no caso o Mirante da Janela, é preciso fazer uma trilha que começa na Vila de São Jorge e tem uma extensão de 8 km até o destino, que leva esse nome porque as formações rochosas dão a impressão de estarmos olhando por uma janela para um visual deslumbrante, certamente uma inspiração digna de retratos e pinturas.

Chapada dos Veadeiros já conquistou seu coração apenas por esse texto? Então, está na hora de ver de perto se é tudo isso – e é muito mais, pode ter certeza!

Separe as roupas confortáveis para esportes, a câmera fotográfica, a mochila com lanches leves e água e desbrave os lindos horizontes desse destino que é considera místico por toda sua natureza e vibração.

É isso, a Chapada dos Veadeiros é sua próxima parada!

Leia Mais no Tô de Passagem:

Guia De Viagem Para Goiânia: Tudo O Que Você Precisa Saber!
15 Cachoeiras No Brasil Que Você Precisa Conhecer!
Brasília: Guia De Viagem Com Tudo O Que Você Precisa Saber